MENU

18 de janeiro de 2016 - 13:11F1

Vamos lá…

SÃO PAULO | Está um tanto lerdo este início de ano, não? Fraco de notícias, de acontecimentos, o marasmo das “férias” continua grande.

Era para ser ainda pior, afinal, a ideia era começar o campeonato da F1 apenas em abril. Vai ser dia 20 de março, na Austrália, e os testes de pré-temporada acontecerão só no fim de fevereiro em Barcelona. Aliás, estão começando a sair as datas dos lançamentos dos carros. 21 de fevereiro, 22 de fevereiro… E a gente já achava que demorava para chegar o fim de janeiro…

Falando em lançamentos, o pessoal do Grande Prêmio até comentou a respeito disso no ‘Paddock GP’ da semana passada.

Os lançamentos marcam o início do ano para a F1, e a discrição dos eventos dos últimos anos apenas ajuda a manter o público mais distante. Ok, é preciso cortar gastos. Não dá para fazer festas suntuosas pagando as viagens de jornalistas do mundo todo, como era antigamente. Mas dá para fazer coisa melhor do que só puxar a capa em frente à garagem, ou então soltar meia dúzia de fotos na internet.

Até mesmo o que a Red Bull fez no ano passado foi mais legal, o “não-lançamento” e a entrada surpresa do carro com aquela pintura diferente no primeiro minuto dos testes em Jerez.

Que se gaste € 100 mil, não são estes € 100 mil que vão fazer a diferença para quem gasta € 100 milhões, € 150 milhões por ano conseguir fechar a conta ao final da temporada. Não é essa redução de gastos que vai salvar equipes.

E o que tivemos nos últimos dias, enquanto eu tirei férias do blog? O Dakar chegou ao fim na Argentina, com a lenda Stéphane Peterhansel ganhando o 12º título. Menção honrosa para Sébastien Loeb, que venceu estágios e chegou a liderar a prova. Ganhar no primeiro ano era algo muito difícil, ele estava habituado a algo completamente diferente no WRC. Mas para os próximos anos, olha, a chance de fazer história existe. A Austrália ganhou o Dakar pela primeira vez com o Toby Price nas motos, os irmãos Patronelli fizeram dobradinha nos quadriciclos e o holandês Gerard de Rooy guiou o caminhão vencedor. A classificação final do rali está aqui.

peterhansel

Também está rolando a Toyota Racing Series na Nova Zelândia, e um bom lugar para acompanhar o que rola por lá é o blog do Felipe Giacomelli. Pedro Piquet, Bruno Baptista e Rodrigo Baptista são os brasileiros na disputa.

Para quem gosta de endurance, logo logo tem as 24 Horas de Daytona, nos dias 30 e 31 de janeiro, e depois começam aquelas primeiras baterias da Nascar. Aos poucos, a rotina começa a ficar agitada outra vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>